Mojó será cenário da 5ª edição do Telas em Movimento

Em Mojó (Paço do Lumiar) vai ocorrer a quinta edição do Festival de Cinema Telas em Movimento, entre 18 e 24 de abril, próximos. Serão ofertadas à comunidade local oficinas de cinema com bolsas de R$ 50,00 para cada participante; na ocasião, serão desenvolvidas todas etapas de filmagem e edição da 8° Catação de Lixo do Movimento Mangue Sem Lixo, idealizada pela Ong Arte Mojó, em parceria com Sítio Jibóia, Orla Viva e Quinta do Azulejador.

 

Telas em Movimento estreou em 2019, estimulando uma nova dinâmica de criação, percepção e recepção da sétima arte nas periferias do Estado do Pará. E de acordo com organizadores, já beneficiou toda a cadeia do audiovisual, incluindo seus agentes e receptores em várias regiões periféricas e ilhas da capital do estado.

O projeto, que nasceu com a inclusão como leme, é também uma organização formada por pessoas negras e engajadas nos movimentos ambientais de preservação das florestas, rios e manguezais.

Realizado pelo Negritar Filmes e Produções, em parceria com a Ong Arte Mojó e apoio do Instituto Clima e Sociedade, o objetivo do festival é imaginar possíveis futuros através da narrativa dos povos originários, das comunidades tradicionais e periféricas. O festival acontece pela primeira vez fora do Estado do Pará e o povoado de Mojó é o cenário perfeito para o propósito do projeto.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos