Iphan Maranhão promove oficina para esclarecer dúvidas sobre a 34ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade

Na próxima terça-feira, 20 de julho, às 17h, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Maranhão, promove uma oficina online para tratar do edital da 34ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade. A iniciativa pretende detalhar os principais pontos do concurso e esclarecer dúvidas dos interessados em se inscrever na premiação. A Oficina acontecerá pelo Google Meet.

Realizado desde 1987, o Prêmio Rodrigo reconhece, em nível nacional, ações de excelência para preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural Brasileiro.

Iphan MA realiza oficina online

Inscrições

O edital do concurso foi lançado no dia 21 de junho. Os interessados têm até 15 de agosto para inscrever ações. Esta edição conta com categoria que vai destacar iniciativas realizadas no contexto da pandemia. Ao final, doze ações serão reconhecidas em nível nacional.

Poderão concorrer à premiação de R$ 20 mil ações desenvolvidas no âmbito do poder público, cooperativas e associações formalizadas, redes e coletivos não formalizados, pessoas físicas, microempreendedor individual e microempresa. Fundações e empresas privadas poderão concorrer à menção honrosa, segmento no qual não há remuneração em espécie.

Histórico do Prêmio

O nome do prêmio é uma homenagem ao advogado, jornalista e escritor Rodrigo Melo Franco de Andrade, nascido em 1898, em Belo Horizonte (MG). Entre 1934 e 1945, período em que Gustavo Capanema era ministro da Educação, Rodrigo integrou o grupo formado por intelectuais e artistas herdeiros dos ideais da Semana de 1922, quando se tornou o maior responsável pela consolidação jurídica do tema Patrimônio Cultural no Brasil. Em 1937 esteve à frente da criação do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan), atual Iphan, que presidiu por 30 anos.

Para participar da Oficina basta preencher formulário através do link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSetC-Z6bj7cYein2-hM0PFo1caO2ds1EmC6_WD9xmrn6UkB7Q/viewform

Acesse o edital do prêmio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos