Histórico acordo entre sindicatos beneficia mais de 150 trabalhadores portuários avulsos no Maranhão

O Sindicato dos Operadores Portuários do Maranhão (SINDOMAR) e o Sindicato dos Trabalhadores Portuários Avulsos de Capatazia, Arrumadores e dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias em Geral de São Luís (SINDACAPEMM) anunciaram a assinatura de uma histórica Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para o biênio 2024/2025, no início de janeiro, em um marco significativo para a relação capital-trabalho no estado do Maranhão. 

O acordo celebrado após mais de um ano de negociações vai beneficiar 150 trabalhadores portuários avulsos, estabelecendo parâmetros que visam melhorar as condições de trabalho e emprego. Desde 2017 não havia uma CCT entre as categorias patronais e laborais.

A convenção, que abrange uma ampla gama de regramentos desde salários e benefícios até condições de segurança, representa um avanço significativo para as operações portuárias da região. O principal benefício proporcionado por esta convenção reside na segurança jurídica, contribuindo para a diminuição de conflitos e assegurando uma proteção mais ampla a toda a comunidade portuária.

“As Convenções Coletivas de Trabalho, CCTs, estabelecem um equilíbrio entre os interesses das partes, garantindo a estabilidade nas relações de trabalho”,  explica o presidente do SINDOMAR, Daniel Pereira.

O presidente do SINDACAPEMM, Danielson Viana, também reconhece a importância desse momento para a categoria que ele representa. “Há muito tempo não tínhamos uma convenção. Então, foi uma grande conquista e acredito que terá grande benefício para toda a categoria”, disse.

“A assinatura da convenção coletiva reflete a capacidade de diálogo construtivo entre as partes, ressaltando a importância da cooperação para o desenvolvimento e a prosperidade do setor”, concluiu Daniel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos