Empreendedores organizam desfile de moda sustentável e apostam no Carnaval como oportunidade de negócios

Thalyta Eduarda: talento que une empreendedorismo e criatividade

Desfile foca moda consciente e sustentabilidade e mostra como o empreendedorismo criativo e inovador pode gerar dinamismo econômico e oportunidades em datas como o Carnaval.

Em São Luís, uma iniciativa do coletivo de moda autoral CPDMODA, aproveita a folia de Momo para uma ação inovadora. O grupo programou um desfile sustentável, o Carnaval Fashion CPDMODA, que acontece neste sábado magro, no LA Ville Mall, no bairro da Ponta D’Areia (Península), das 19h às 20h.

Os integrantes do grupo, liderado por Berê Oliveira, encaram a folia como uma boa oportunidade de fazer negócios e ganhar um extra, já que a festa movimenta vários segmentos econômicos e gera dividendos para as empresas, especialmente os pequenos negócios.

Idealizadora do CPDMODA e da Berê Oliveira Modas, a empreendedora ressalta que a coleção preparada para o desfile segue a pegada da sustentabilidade e promove o consumo circular (upcycling). O desfile terá peças em jeans usadas (resíduo têxtil), que chamam atenção pela beleza e ineditismo, todas customizadas a partir de uma calça, da qual são gerados três novos produtos: um short ou saia, uma blusa (opção de top ou cropped) e uma bolsa. Tudo costurado à mão, embelezado por materiais como linhas coloridas, maxi paetês e brilhos diversos como pede a festa, além do uso de técnicas de destroyed (desfiado), tendência bastante atual.

Ela ressalta que o desfile trará, ainda, peças usando técnicas de tie dye, feitas a partir de camisas e blusas ressignificadas para voltar à venda no mercado. “Reciclar, ressignificar e resgatar os resíduos têxteis é  fundamental e importante para o futuro, pois esse setor é o segundo maior poluidor do planeta, ficando atrás apenas da indústria de petróleo”, frisa ela.

No tom da folia, Berê Oliveira (CPDMODA) organiza desfile sustentável tecendo caminhos para o mercado da moda no Maranhão

Mercado de moda – O mercado da moda é um dos grandes geradores de oportunidades, de renda, emprego e de negócios no Carnaval e fora dele. Proporcionando um amplo leque de possibilidades, a folia de Momo se configura como um bom momento. Como diz Berê Oliveira: – “Por aqui, vai ter moda, sim, neste Carnaval”.

Dados do Sebrae sinalizam que o mercado brasileiro terminou o ano de 2023 com 6,55 bilhões de peças comercializadas. Parte dessas vendas é resultante do e-commerce – formato impulsionado pela pandemia da Covid-19 que, hoje, se consolidou e se transformou em um importante vetor econômico.

“Com o desfile, criamos uma vitrine que vai ajudar a vender mais no Carnaval. Vamos expor e comercializar esses produtos e looks no desfile, que terá 20 modelos infantil, infanto juvenil e para adultos. A coleção contempla ideias inovadoras, moda única e inteligente com peças de grande potencial de venda e aceitação pelo consumidor”, frisa Berê Oliveira.

No desfile, Berê revela que estão serão usadas ombreiras confeccionadas em uma Oficina de Laboratório Criativo realizada pelo CPDMODA, que beneficiou 30 pessoas, gerando uma boa oportunidade, já que são peças muito procuradas neste carnaval.

Moda consciente, com propósito e criativa

Atendido pelo Sebrae no projeto Delas Mulher de Negócios, executado pela Unidade de Negócios em São Luís entre 2019 e 2021, o CPDMODA é um dos destaques das três edições do Mobiliza SLZ e tem tido importante papel na capacitação de pessoas para o setor e como protagonista de iniciativas que concorrem para fortalecer o segmento da moda, cada vez mais profissionalizado e sustentável. 

“Capacito pessoas de todas as idades em várias áreas deste setor, incluindo deficientes auditivos e decidimos, para este Carnaval, desenvolver e apostar em uma coleção sustentável, inovadora e de apelo comercial, porque o empreendedor da moda precisa de renda para viver. Com orgulho, afirmo que vivemos de moda”, explica Berê Oliveira.

Para Mauro Formiga, gerente da Unidade de Negócios do Sebrae em São Luís, ideias criativas como o desfile programado pelo CPDMODA contribuem bastante para dinamizar as vendas no Carnaval. “Além de um planejamento do seu estoque, da divulgação, o empreendedor precisa estar antenado com as tendências do mercado, com a necessidade do cliente, se planejar e buscar ideias inovadoras, diferentes, que possam conquistar clientes e aumentar a rentabilidade do negócio em festas como o Carnaval”, recomendou ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos