Black Moon em Alcântara – Luiz Claudio Farias e Diogo Nazareth apresentam show no próximo final de semana na cidade histórica

Para fortalecer projetos musicais acústicos de reggae e de outras vertentes da Black Music, o percussionista e produtor musical, Luiz Claudio e o produtor e multi instrumentista Diogo Nazareth, apostam na diversidade do show Black Moon, que estreia nova versão, neste sábado, 11, às 21h, no restaurante Colonial, em Alcântara.

O show já percorreu uma longa estrada em São Luís, no projeto Acoustic Reggae, idealizado, à época, pelo produtor jamaicano Randy Reuben. Desde então, a banda vem experimentando e criando novas paisagens musicais.
Nesta nova versão e formação, o projeto Black Moon, traz temas da cultura popular do Maranhão e versões Lovers Rock do reggae internacional e de canções de Bob Dylan, Djavan , revisitados, com uma roupagem acústico-eletrônica sustentada por beats criados a partir de células rítmicas dos tambores e por elementos harmônicos de teclados e synths, além de programações de bateria e baixo feitas por Diogo Nazareth. Diogo mostrará ainda, composições autorais, inspiradas nos pontos do Candomblé, toadas de jongo, e emolduradas pelo seu violão percussivo e programações.
Sobre os músicos
Luiz Claudio tocou e gravou com Zeca Baleiro, Rita Beneditto, Ceuma, A Barca, Nelson Ayres, Monserrat, entre muitos outros nomes da cena nacional e internacional. Hoje cuida da produção artística e musical de cds gravados em seu estúdio e selo, Zabumba Records. Diogo Nazareh é multi instrumentista, compositor e produtor musical. Graduou-se pianista no Conservatório Musical Integrado de Amparo e bacharel em música popular pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Como instrumentista já dividiu palco com nomes como Nailor Proveta, Toninho Carrasqueira, Wilson Moreira, Moacyr Luz e Mônica Salmaso, atuando como pianista, violonista e percussionista. Atuou como diretor musical, compositor e arranjador em peças para teatro, dança, cinema e álbuns de artistas de música popular. Sua música está profundamente ligada às raízes afro-brasileiras, tanto que em 2019 lançou seu primeiro álbum solo, Cultura de Existência, um álbum de canções autorais que explora os ritmos afro brasileiros e toques de candomblé dentro da produção musical. Hoje desenvolve uma nova estética, misturando a percussão com as batidas sequenciadas do hip hop. Dentre suas habilidades pode-se mencionar composição, arranjo para bandas e orquestras, produção de trilhas e álbuns, mentoria em piano, violão, percussão, teoria musical e improviso.
O show de estreia desta nova versão do grupo ocorrerá na cidade de Alcântara, no restaurante Colonial, neste sábado, dia 11, às 20h.

 

Serviço
Black Moon

Onde: Restaurante Colonial – Alcântara
Quando: 11 de setembro, às 21h00
Quanto: R$ 7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos