Academia Maranhense de Letras (AML) em destaque com programação cultural

No ano do bicentenário de nascimento da primeira romancista brasileira, Maria Firmina dos Reis, a Academia Maranhense de Letras (AML) realizou, quinta-feira passada (07), solenidade de lançamento de dois livros sobre a escritora: “Maria Firmina dos Reis e o cotidiano da escravidão no Brasil”, de Agenor Gomes; e “Maria Firmina, a menina abolicionista”, de Andréa Oliveira. A noite de lançamento foi precedida de debate com os autores, mediado pelo acadêmico José Neres.

A obra da jornalista e escritora Andréa anuncia o início da série Meninas do Maranhão, em que a autora pretende contar histórias de diversas meninas maranhenses que foram para além do lugar que o mundo queria para elas e inicia com homenagem à romancista maranhense. Já o livro do jurista e pesquisador da vida e obra de Maria Firmina, Agenor Gomes, traz a trajetória de vida da autora, em biografia com ilustrações marcantes.

A vice-presidente da AML, Laura Amélia Damous, destaca que com esses dois lançamentos de livros, a Academia inicia agora uma série de eventos literários cujo objetivo é abrir cada vez mais as portas para a comunidade. “Queremos estimular a produção literária e realizar eventos, abrindo caminhos também para jovens autores”, frisou Laura Amélia.

Cinema em debate

Outro evento promovido pela AML aconteceu na sexta-feira (8): o projeto “Cinema em Debate” com a exibição do filme “Maktub”, dirigido por Joaquim Haickel e Coi Beluzzo, baseado em contos de Ney Bello Filho. Joaquim e Ney participarão de mesa de debate na tarde desta sexta, no auditório da AML.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos