Saravá Discos lança mais um single de Marcos Magah

A música ‘As Coisas Mais Lindas do Mundo’, parceria com o poeta Celso Borges, tem a participação da cantora Bárbara Eugênia e produção de Zeca Baleiro e Tuco Marcondes.

As Coisas Mais Lindas do Mundo chega nas plataformas digitais nesta sexta, dia 9 de dezembro. Este é o segundo single do álbum O homem que virou circo, que o cantor e compositor maranhense está gravando com a produção de Zeca Baleiro e Tuco Marcondes, e que sairá pela Saravá Discos.

Segundo Zeca Baleiro, As Coisas Mais Lindas do Mundo é tipo uma balada folk dos anos 50, modernizada pelo arranjo do Tuco Marcondes. “Magah é um compositor com uma pegada original, acha uns caminhos criativos bem inusitados e especiais”, comenta Baleiro.

Além do dueto com Bárbara, o álbum O homem que virou circo incluirá o single já lançado, Estação Sem Fim, que Marcos Magah canta com Odair José. Ao todo, são 11 faixas inéditas do artista que nasceu na cena punk de São Luís, integrando a lendária banda Amnésia, e que depois seguiu em carreira solo, misturando música folk, rock e brega.

Discografia
Magah lançou os álbuns “Z de vingança” (Pitomba Livros e Discos – 2013) – um grande sucesso na cena alternativa de São Luís, tendo vendido mais de 18 mil cópias do CD -, e “O inventário dos mortos ou zebra circular” (2015), que recebeu o prêmio de melhor álbum da música maranhense, concedido pela Rádio Universidade FM no ano de lançamento.

[ficha técnica]

AS COISAS MAIS LINDAS DO MUNDO (Marcos Magah e Celso Borges)
Vozes – Marcos Magah e Bárbara Eugênia
Tuco Marcondes – violão, guitarra, piano, baixo, programação de bateria e arranjo
Zeca Baleiro – assovio

Produção – Zeca Baleiro e Tuco Marcondes
Lançamento Saravá Discos, com distribuição da ONErpm
Link de pré-save – https://onerpm.link/885598658059

 

 

(Com informações da Assessoria)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos