Morena iluminada: Yank Lucena explica como cuidar da tonalidade do cabelo

O profissional é healing artist III da Lanza Brasil e exclusivo do Salão L`Unique WDW, em São Luís

Um dos serviços mais procurados em todos os salões de beleza é a técnica “Morena Iluminada”, o Yank Lucena, que é especialista no assunto e atende no L`Unique WDW (Av. dos Holandeses), reforça que é importante usar de forma rotineira produtos com potencial hidratante, entre xampus, máscaras, condicionadores e leave-in, porque faz com que o efeito dure mais. “Morena iluminada é a tendência de fazer algumas mechas mais claras, do comprimento para as pontas, com acabamento esfumado.

Ela é uma técnica que não sairá de cena tão cedo, pois consegue manter a identidade visual da mulher ao passo em que ainda suaviza o seu semblante, ajudando a iluminar o rosto e a pele”, diz Yank Lucena, hairstylist do L`Unique WDW.

Yank fez recentemente uma transformação especial e convidou a Isabella Duarte, para entrar no desafio. “Ela mudou todo o visual, que era totalmente natural para o morena iluminada e essa mudança foi toda com produtos da Lanza Brasil”, explica o profissional.

Os tons populares para a ‘morena iluminada’, como o mel, o chocolate e o doce de leite, harmonizam com a cor dos olhos de boa parte das brasileiras sem que haja um contraste muito forte com a raiz ou sobrancelhas. “Temos um exemplo bem clássico, o da atriz Juliana Paes. A atriz varia entre tons mais claros ou menos claros, entre o verão e o inverno. Aliás, o morena iluminada combina muito bem com períodos mais frios, dando um ar muito chique ao visual”, completa.

Para quem quer experimentar a técnica e realizar o serviço com o profissional, pode entrar em contato através da Central de Atendimento do Salão L ´Unique WDW: (98) 98334-3140, via Whats. Ou, através do Instagram ( @LuniqueWDW).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos