DESTAQUE – Rose Carrenho é aniversariante deste 15 de março

Rose Carrenho como porta-estandarte do I Baile da Alvorada

Hoje, 15 de março, é aniversário da percussionista, cantora, compositora e artesã Rose Carrenho, fundadora do primeiro grupo feminino de Samba do Brasil, As Brasileirinhas. Rose deverá comemorar a data em reunião íntima com a família, mas, certamente, as comemorações já foram antecipadas com o sucesso da realização do show de 30 anos d´As Brasileirinhas, lotando uma praça pública na cidade de Barra do Corda, na ocasião, do Dia Internacional da Mulher.

Rose Carrenho traz em si características marcantes do seu signo do zodíaco, a empatia, sensibilidade e a intuição. Ela é natural do Paraná, filha única, veio para o Maranhão aos 10 anos de idade, junto a família, foi morar em Barra do Corda, 442km da capital, onde passou o restante da infância e adolescência. Foi lá que Rose iniciou sua história com a Arte; firmando seu protagonismo feminino como percussionista de um bloco na cidade, também criado por ela, integrado somente por mulheres, chamado “Já é da sua conta”. Isso nos anos 80, em meio as suas aptidões no artesanato, poesia e teatro, além de um programa de rádio que apresentava. “Sempre acreditei na força de todas nós, por isso, aposto em projetos feitos por mulheres”, acentua Rose Carrenho.

Rose também estudou Teatro, foi professora de expressão corporal , escreveu, dirigiu e atuou no musical “Amor de Primavera” em Barra do Corda, E aos 17 anos veio estudar em São Luís, dedicando-se à Escola de Música do Estado do Maranhão, como aluna do professor Antonio Padilha e  do saudoso Pixixita.

Foi incentivada pelo artista plástico e cronista Ambrósio Amorim para apresentar poesias de sua autoria em panfletos distribuídos por ela nas ruas do centro histórico da cidade, nesse mesmo período, em voltas a Barra do Corda, fundou lá o jornal “Boranda”,

Publicando crônicas, poesias e críticas construtivas a política local da época.

Lá ainda se tornou Rainha do tradicional Bloco carnavalesco “Não é da sua conta”, ao lado de outras mulheres batuqueiras.

Em São Luís, participou de um grupo musical “A Cor da Sina”, ao lado de Roberto Ricci, Robson Garcia, Zeca (percussionista que atualmente mora e trabalha em BH), Mustafar e Maninha Pereira. Foi gestora na extinta Maratur, onde participou do levantamento turístico de Barreirinhas e Ilha dos Lençóis, na região de Cururupu, entre outras ações coordenadas pelo então Secretário Fernando César Mesquita.

Nos últimos três anos, a convite da cantora carioca Dorina, criou um coletivo de mulheres sambistas no Estado, realizando edições do Encontro de Mulheres na Roda de Samba, reunindo artistas da antiga e nova geração.

Rose e Paulinho Durans

Rose Carrenho é casada com Paulinho Durans. Em breve, irá receber o título de cidadã de Barra do Corda, no Maranhão, em reconhecimento do seu trabalho em prol da Cultura no Estado.

2 Responses

  1. Muito obrigada amiga e Jornalista @Vanessa Serra e todos os que de uma maneira ou de outra somaram pra que eu pudesse chegar até aqui !
    Gratidão a Deus e aos meus pais in memória

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos